Design sem nome (7)

UM DESFILE COM O MELHOR DA BLACK MUSIC MUNDIAL NO MUSICAL DE ÍCARO SILVA

24/11/2019

 Uma das atrações da programação da décima edição do Festival de Arte Negra de Belo Horizonte – FAN-BH, na noite deste sábado, 23, é o musical “Ícaro and the Black Stars”, estrelado pelo ator Ícaro Silva e sob direção de Pedro Brício. No palco, o artista interpreta sucessos da black music mundial, de nomes como Michael Jackson, Bob Marley, Tim Maia, Wilson Simonal, Beyoncé e James Brown, entre outros. Entremeando os números musicais, Ícaro conta histórias vividas por esses ídolos em paralelo com suas histórias pessoais.

O ator conta que o espetáculo começo a tomar forma a partir de dois trabalhos que fez com Brício focados na figura de Wilson Simonal: “S’imbora – O Músical” e “Show em Simonal”. “Esses musicais nos trouxeram uma vivência de trabalho muito positiva, porque, assim como eu, o Pedro é um apaixonado por histórias não contadas e pouco exploradas. Por isso tivemos a ideia de fazer um novo espetáculo. Ele queria um musical com personagem solo e eu queria um show de black music. Juntamos as duas coisas”, diz.

Os trabalhos em torno da figura de Simonal e a participação de Ícaro no “Show dos Famosos”, quadro do “Domingão do Faustão”, da Rede Globo, deram a Pedro Brício o rumo para escrever e dirigir o musical que integra a programação do FAN-BH. “A partir desses trabalhos, o Pedro sabia que eu tinha uma ligação com esses artistas que tenho como inspiração. E, baseado nisso, foi pesquisando também artistas que tinham a ver com a linguagem que a gente queria explorar. Uma linguagem disco, afrofuturista e dançante. Então o processo passa por aqueles artistas que me atravessam de alguma maneira e são indiscutivelmente icônicos no cenário mundial da black music”, destaca Ícaro.

Ele salienta que sua relação com a música é de nascença. “Tudo começa com meu pai, antes mesmo de eu nascer, quando ele tinha uma banda. Ele me trouxe esse amor pela música e essa vontade de subir no palco, por isso o teatro musical me acolhe tão bem”, aponta, acrescentando quais são os artistas que mais tocam sua sensibilidade. “Minhas maiores influências são os artistas nordestinos, como Luiz Gonzaga, Gilberto Gil e Caetano Veloso, e, claro, os grandes nomes da música preta, como Michael Jackson, Bob Marley, Beyoncé, Tim Maia e Jair Rodrigues, entre outros”.

Ícaro ressalta que, após passar por cidades como Rio de Janeiro, São Paulo, Goiânia, Brasília, Salvador e Fortaleza, entre outras, chega a Belo Horizonte com uma expectativa muito grande de poder se apresentar dentro da programação do Festival de Arte Negra de Belo Horizonte – FAN-BH. “Sinto uma gratidão muito profunda por ter sido convidado para estar presente em um festival de arte negra. Sinto que estou perto de alcançar um dos meus grandes objetivos, que é ser visto como um artista da comunidade negra e para a comunidade negra. Além disso, o line-up do festival é formado por estrelas muito talentosas, muito grandiosas, e eu me sinto honrado de fato em estar presente entre eles”, diz.